Pages

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Uma das MELHORES noites da minha vida!

       OH MY GOD!

       Gente eu JURO que vou dar o meu máximo aqui pra TENTAR passar pra vocês a minha noite de quarta-feira... Eu simplesmente assisti ao show da Katy Perry no Madison Square Garden em New York City! Dá pra acreditar? Claro que não, nem eu to acreditando…


       Mas ANTES do bafafá todo eu preciso fazer uma observação bem BÁSICA ok!? Eu vou postar aqui alguns vídeos do show mas já peço a compreensão de todos para os seguintes pontos:
  1. Minha câmera não é tão boa quanto eu pensava!
  2. Eu não conseguia parar de tremer, tamanho o meu nervosismo.
  3. NUNCA que eu conseguiria estar num show dela e não pular e cantar daquele jeito.
  4. Naquele momento eu não encontrei outras formas para expressar minha alegria e tudo mais que eu sentia, por tanto, tem SIM alguns palavrõezinhos tá! Desculpinha...
       Quando eu comprei o ingresso, lááá pelas bandas do mês de junho, esse show era uma coisa tão distante que eu não fazia ideia do que estava por vir. Até que o “tal” 16 de novembro chegou e com ele toda a agitação e ansiedade de esperar o momento de cantar as minhas músicas favoritas!
       Passei o dia cantando as músicas dela e dançando pela casa me achando a própria! Terminei meu serviço, me arrumei (ainda ouvindo as músicas dela... NÃO! Eu não me cansei.) e fui pra estação esperar meu trem rumo ao meu sonho.
       Mas é óbvio e evidente que a pessoa aqui não poderia passar uma situação dessas sem pagar mico. E eu como boa blogueira que sou, compartilharei com vocês: estava eu subindo as escadas da estação, com o meu Ipod (LINDO) no volume máximo, quando começa uma determinada música e eu simplesmente ESQUEÇO que estou em público e começo a cantar e dançar... 
       Agora é a hora que vocês querem saber que música era né? E eu respondo: com TANTA música pra dar esse fora, tinha que ser logo com “I wanna see your PEACOCK!!!” (eu quero ver o seu “pavão”!). FATO, que todos ali presentes me encaravam com aquela singela expressão de “quem é essa DOENTE?”. Hauhauhauah E eu me importo? TO NEM AÍ... Fui feliz e cantando pra minha NYC!

       Me encontrei com o Gustavo e fomos em busca dos nossos lugares. Teve um show de abertura de uma tal de Ellie Goulding, que até era legalzinha, depois um DJ. Mas eu não estava mais me aguentando de tanto esperar pelo show que eu paguei e esperei tanto né!


 
Eu e Gustavo só na ansiedade antes do show e uma foto do lugar ainda com as luzes acesas, ENORME!

video

       Repararam nas bicha loca vestida de Katy Perry atrás de mim? Gente, tava LOTADO desse povo lá... Eu vi um monte de versão dela! ahuahuauaa
       Até que...

video
Sentiram o drama da pessoa né?

       Como eu publiquei na minha página do Facebook ontem, “14.000 pessoas, 2 horas, 1 palco, 1 ídolo... Um sonho realizado! Chorei, sorri, cantei, pulei, dançei... Vivi”! Não há palavras para expressar o que foi essa noite.
       Quase morri quando ela tocou Thinking of You, em cima de uma nuvem que simplesmente a levantou e trouxe pra perto da gente...


       Chorei litros quando ela cantou Not Like The Movies, sentada em um balanço, na frente de um painel ENORME que passava cenas de filmes (de amor, óbvio!), enquanto saíam espumas do palco...

video

       Cantei extremamente alto e pulei mais do que podia ao ouvir California Gurls, Last Friday Night, Waking Up In Vegas e claro, Peacock! (que agora eu podia cantar sem medo de ser feliz...)



       Achei o máximo a performance de Circle the Drain e E.T. com todos aqueles efeitos de luzes que parecia mesmo ser coisa de outro mundo.


       Fiquei encantada com a coreografia de Hot N’ Cold que ela trocou de roupa umas 349 vezes no palco do mesmo jeito que a comissão de frente da Unidos da Tijuca fez no desfile de carnaval do ano passado!


       Mas agora eu vou confessar... O AUGE pra mim foi, sem dúvida alguma, Firework! Essa música me tira do ar TODA vez que eu escuto. E lógico que não seria diferente dessa vez.

video

       Vocês não fazem ideia do quanto eu me emocionei nessa hora! Tanta coisa que passou pela minha cabeça sabe... Lembrei de tudo que eu passei pra chegar até aqui, das minhas derrotas e das minhas vitórias, e claro, pensei em tudo que ainda tenho pra lutar.


"Você não tem que se sentir como um desperdício de espaço
Você é original, não pode ser substituído
Se você soubesse o que o futuro guarda
Depois de um furacão vem um arco-íris...

Talvez a razão pela qual todas as portas estejam fechadas
É que você possa abrir uma que te leve para a estrada perfeita
Como um relâmpago, seu coração vai brilhar
E quando chegar a hora, você saberá..."


       Terminou o show e eu fiquei lá, parada, ainda sem acreditar em tudo que tinha acontecido. O Gustavo olha pra mim e fala: “Mary, você tá com cara de que foi passada a vaporeto!”. Essa era a expressão, não tinha outra... Que sonho! Que TUDO!


Olha o sorrisão da garota!
Reparem da felicidade estampada na cara...

       No trem eu vim me sentindo tão bem como há muito tempo eu não sentia, que sensação de realização sabe! Que gás que essa noite me deu...

       Mas como nada é perfeito e nem tudo são flores, claro que haveriam consequências né!? Acordei ontem com as pernas MEGA doloridas e sem voz. Coisa linda não? Super cansada mas com aquele sorriso no rosto e um pensamento: TÔ FELIZ PRA CARAMBA!

       E não para por aí... Janeiro sabe quem vem aqui pras bandas nova-iorquinas? Ninguém menos que Kelly Clarkson! Agora sim, pode morrer feliz né produção?
     
       Super beijo pra vocês que hoje é sexta e daqui a pouco a Laís tá chegando aqui em casa pra mais um final de semana de agitação em Long Island. BEIJOS e divirtam-se!

0 comentários:

Postar um comentário

Visitantes

Tecnologia do Blogger.
 
Copyright 2009 Teorias da Mary. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Blogger Showcase